COVID, É MESMO PRECISO?

Não, não te fechaste ao Mundo

Foi o Mundo que se fechou para Ti

No caos do teu prolongado Silêncio

Nas sombras da tua Escuridão

Escolhes permanecer Resiliente

Consta que vamos todos ficar Bem

Sem agendamento nem convite (?), sem anúncio (?) ou marcação, entrou sub-repticiamente, instalou-se sem caridade, aterrando nas nossas vidas. Fecharam-se portas e pontes, lá fora o Mundo parou.

Dizima sem contemplações milhares e milhares de habitantes, residentes nesta nossa grande Casa, que escasseia de matéria prima para suportar tantos seres, incapaz de fornecer o alimento necessário a tantas bocas. 

Estás sozinho contigo, de volta ao teu silêncio, suportas-te, vives e convives permanentemente contigo, pacificamente ou não, com o teu relógio biológico, com as tuas angústias, medos e receios.

Este é o tempo de uma caminhada pessoal, só tua.

Conheces-te?

Conheces o teu potencial, as tuas capacidades, a tua beleza, a tua peculiaridade, a tua unicidade, o teu desconhecido, …?

Conheces as tuas limitações, bloqueios, incertezas, vacilações, ódios, vícios, …?

Além de permaneceres em permanência permanentemente contigo, também é o tempo de permaneceres enclausuradono teu casulo, com os que mais amas, 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Conheces Os que amas, como Os amas, amas de facto como dizes? 

Será que andaste distraído por tanto tempo, que descobres o que ainda não tinhas reparado em quem está e esteve sempre ao teu lado? 

É bom, é mau, torna-te mais feliz ou afinal concluis que não é para ti?

Ou ainda, descobres a oportunidade de agarrar o que queres e está ao teu alcance, disponível para ti, para temelhorares, na relação com Os que amas?

Conheces o Mundo, a grande Casa que te acolhe?

Será o início da anunciada III Guerra Mundial biológica, desta vez não corpo a corpo em campo de batalha aberto, mas pela exposição do corpo a um corpo invisível, que estropia e mata sem rodeios de forma descontrolada?

Decorrerá de algum erro de laboratório ou de alguma mente perversa que deambula erraticamente num tempo e sítio errados?

Ou a Mãe Terra, febril, doente e exausta dos maus tratos continuados, nos faz parar, para repensar o futuro e a forma como respeitamos uma Mãe, que está para nós de forma incondicional?

Encontrar justificações para a sua origem são meros exercícios de especulação.

Mas é uma dádiva e momentos únicos, que nos permitem exercícios de reflexão e contemplação.

Está instalado nas nossas vidas, temos que perspetivar estratégias para saber lidar e no final sair ilesos.

Como?

Apelando à nossa Resiliência, Paciência, Amor e Compreensão, não somente com os outros, mas fundamentalmente com nós próprios.

É o jogo, porque não há borboletas sem metamorfoses na vida.

Cuida-Te e trata-Te

Para aligeirar a seriedade do tema, recomendo rirmo-nos: 

Tive um sonho, em 2023, surge um virus mundial, que afeta a zona intestinal provocando enormes diarreias, e todos temos que andar de fraldas.

Que saudades tenho, de em 2021, ter de usar máscara.

Mais umas tantas, para descomprimir:

https://www.cmjornal.pt/mais-cm/domingo/detalhe/piadas-propagam-se-a-velocidade-do-virus

Àmagi(N)a

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top