Balanço balancete… vamos a contas!

Olá Inspiração!

O último trimestre do ano já entrou em força e por aqui já demos início ao balanço de contas.

Tal como a maioria, também nós lançámos desejos, sonhos e desenhamos objetivos para 2022, lá bem atrás, nos primeiros segundos do ano. Entre beijos e abraços, fomos mencionando mentalmente tudo o que queríamos alcançar.

Uau tem sido uma viagem e tanto, repleta de desafios, de aprendizagens. 

Houve momentos em que sentimos que o nosso corpo desacelerou, que precisamos de tempo, de descanso e outras houve em que tudo pareceu fluir, em que a ideias fervilhavam e tudo estava no caminho certo. Aproveitamos cada instante, até os momentos de descanso e acreditem, foram merecidos.

No meio de tanta coisa que aconteceu, também tivemos os nossos momentos menos brilhantes, menos produtivos em que nos sentimos desgastadas e sem energia. Está tudo certo! Como estamos despertas e atentas ao que sentimos, é-nos relativamente fácil perceber o que está a acontecer e sabemos que é altura de abrandar e ouvir o nosso ser interior. E quando dizemos “perceber o que está a acontecer” significa apenas que compreendemos que faz tudo parte do ciclo, que devemos acolher o momento em vez de forçar a barra. 

Aprendemos a importância de respeitar o tempo de cada um, inclusive o nosso. E quando precisamos abrandar ou parar, pois que assim seja, é só para ganhar balanço lá mais à frente. 

Sentimos que demos o melhor nós, que contribuímos para o Todo, para a rede colectiva. Sentimos que fomos presentes na vida de muitos, que ajudámos a olhar o mundo com outra perspectiva. Sentimos

Claro que, não foi só dar, recebemos muito. Foram muitos sorrisos, abraços, muitos “obrigado pela ajuda ou pela partilha” e com este amor continuamos em frente, procurando fazer sempre mais.

Olhando para trás fica sobretudo o sentimento de gratidão, de amor e de merecimento. Fizemos o que tínhamos de fazer o melhor que conseguimos. Numas coisas já nos superamos e noutras falta um “danoninho” para lá chegar. 

O ano ainda não terminou e temos algum tempo ainda, por isso não podemos afirmar se algo ficou por fazer. No momento presente, no nosso coração estão os sentimentos de Gratidão e de Merecimento. É provável que fique algo por concretizar e está tudo bem, sem culpas, sem frustração, sem ressentimentos…o importante é não deixarmos de olhar para o horizonte, para o objetivo com um olhar amoroso. 

Conscientes de que o ano ainda não terminou, podemos afirmar hoje que o balanço de 2022, rico em aprendizagens em crescimento pessoal e profissional, contribuiu para o ampliar de horizontes, aprender a olhar o mundo, os acontecimentos e as pessoas com um olhar mais atento e empático. Nem podia ser de outra forma, afinal de contas, não existem experiências positivas ou negativas, existem apenas experiências e cabe a cada um de nós retirar em cada instante as aprendizagens que entender necessárias.

Continuamos no caminho, no nosso caminho, fazendo planos, trabalhando e realizando tudo a que nos propomos. Mais do que sonhar, queremos continuar a viver o sonho. Por isso transformamos os sonhos em objetivos, traçando planos, concretizando, averiguando se vamos continuando no caminho, passo a passo, realizando pouco a pouco o melhor que conseguimos.

Tudo acontece no momento certo, quando estamos preparadas para viver os acontecimentos e não antes. Já diz o provérbio “Quando o discípulo está pronto, o mestre aparece”.

E o teu balanço, a quantas anda?

Um sorriso,

À melhor Versão de Ti

Leave a Reply

Scroll to Top