O caminho é a meta!

Olá Inspiração!

Parabéns! Se chegas até nós, significa que de alguma forma, no teu interior já te decidiste por ti. Já deste o passo mais importante desta caminhada pelo teu desenvolvimento pessoal.

O nosso objetivo não é o de mudar radicalmente a tua vida e sim, inspirar-te na busca de uma melhor versão de ti, quem sabe, mostrar-te alguns caminhos, algumas formas de buscares o teu verdadeiro Eu, para que possas viver de uma forma mais saudável, que faça mais sentido à tua existência.

Partindo do pressuposto de que não existe uma Verdade Única, que existem antes muitas verdades, que cada um de nós tem a sua, é a partir daqui que que vais dar inicio à tua jornada. A tua verdade está diretamente relacionada com as tuas experiências, com o teu percurso de vida, com as tuas crenças e valores, por isso, não existe certo nem errado, não existe uma verdade melhor do que outra. É simplesmente a Tua Verdade.

Seja autêntico! Ainda que erre. Pois há mais esperança de transformação na autenticidade do que na hipocrisia.

Márcio Otniel

Para que seja sustentável para ti e te mantenhas no rumo, procura dedicar alguns minutos por dia ao teu Eu, 5 minutos são suficientes e mais valem 5 minutos diários aplicados de forma consistente, do que dedicares 1 hora de lés a lés.

Se gostas de escrever, podes aproveitar estes 5 minutos para “atualizares a tua vida”, escrever sobre o que está a acontecer, vai permitir-te ganhar uma nova perspetiva, tens a oportunidade de olhar para os acontecimentos como observador ao invés de participante e quem sabe, fazer opções e tomar decisões de forma mais consciente e sem as emoções associadas.

Também podes usar esse tempo para meditar. A meditação trás imensos benefícios – promove a diminuição do stress, ansiedade ou depressão, proporcionando a sensação de paz e equilíbrio, desenvolve o foco e a concentração, oferece o relaxamento dos sistemas nervosos e com isto a redução da pressão arterial. Uma vez que potencia o relaxamento, ajuda no alívio das insónias. Permite-nos conectar com as nossas melhores qualidades, trabalhar os nossos pensamentos e direcionar a atenção para o que realmente importa. Com isto estamos a promover o aumento do bem-estar, da felicidade e até da paz de espírito.

Podes transformar estes Teus 5 minutos num momento de gratidão, direcionando a tua atenção para os aspetos positivos do teu dia. O pensamento e gratidão têm poder, têm energia que pode transformar o teu dia e quem sabe a tua vida.

Muitas vezes neste teu tempo, descobres que existem coisas que sempre sonhaste fazer e nunca te arriscaste. Talvez seja este o tempo, talvez seja o teu inconsciente a dizer “é hora”. Talvez queiras transformar comportamentos que já não te servem, que não refletem quem és, mas que por hábito tens dificuldade em deixar ir . Neste caso talvez precises aplicar algumas técnicas para desbloquear esse “hábito”. Talvez descubras que precisas perdoar-te. Talvez descubras uma nova versão de ti, uma versão melhorada, uma versão livre.

O caminho vai-se revelado à medida que caminhas. Não à um principio e um fim. O caminho é a meta.

Um sorriso,

À melhor versão de Ti!

Educar com Consciência e Amor

Olá Inspiração!

No seguimento dos artigos que temos vindo a publicar às sextas-feiras, hoje trazemos-te mais uma reflexão que foca essencialmente nas alternativas à violência.

Sim, existem alternativas!!

A violência não é o caminho. Nunca, em momento algum, pode ser considerado um caminho para a educação. Existem muitos caminhos, mas a violência não é um deles.

Educar com consciência e com amor pelos nossos filhos, é um paradigma que coloca a criança no centro. Somos responsáveis por criar seres humanos humildes, carinhosos, conscientes, equilibrados, compreensivos, empáticos e respeitadores. E, se recorrermos à violência para educar, não estaremos a contribuir para estes desenvolvimentos na sua personalidade.

Então, uma alternativa passa exatamente por sermos e por agirmos como gostaríamos que se comportassem connosco. Analisemos uma situação. Pressupondo que cometeste um erro no teu local de trabalho, como gostarias que o teu chefe agisse contigo? Será que gostavas que te desse uma palmada? Que fosse violento contigo? Que gritasse contigo? Que te humilhasse? Acreditamos que não. Ninguém gosta de ser mal tratado. O mais sensato da parte dele seria conversar contigo e perceber o motivo do teu erro. Só assim poderias conseguir emendar a situação e encontrar uma solução para a situação causada, de modo a que esse erro não voltasse a acontecer.

Porque não agimos mais desta forma com as crianças? É simples. Basta pensar “como gostava de ser tratado nesta situação”? Basta colocarmo-nos no lugar da criança. E podemos inclusive imaginar que voltamos a ser criança e pensar em como gostaríamos de ser tratados.

A educação é generativa, por isso devemos promover a gestão emocional desde a infância. Ao exercer violência estamos a promove-la como um comportamento aceitável na criança e no adulto que se tornará. Promover comportamentos de não violência começa em cada um de nós e as crianças, através da aprendizagem por modelagem vão interioriza-los de forma natural.

É tão simples. As alternativas passam essencialmente por: ser empático, compreender o ponto de vista do outro, escutar as suas motivações, encontrar soluções em conjunto, pontos de união, agir com consciência e com amor. Agir com o coração. Conectando-se à criança.

É o somatório de todos estes fatores que permitem educar com alternativas mais conscientes, com base no amor e no respeito.

Subscreve a nossa newsletter para receberes os artigos no teu email.

Um Sorriso,

Inspira Parentalidade!

Scroll to Top